Estatísticas de Comércio Exterior

Portos Secos do Brasil

Google Ads

INTRODUÇÃO

Portos secos são recintos alfandegados de uso público, situados em zona secundária, nos quais são executadas operações de movimentação, armazenagem e despacho aduaneiro de mercadorias e de bagagem, sob controle aduaneiro.

As operações de movimentação e armazenagem de mercadorias sob controle aduaneiro, bem assim a prestação de serviços conexos, em porto seco, sujeitam-se ao regime de concessão ou de permissão.

A execução das operações e a prestação dos serviços conexos serão efetivadas mediante o regime de permissão, salvo quando os serviços devam ser prestados em porto seco instalado em imóvel pertencente à União, caso em que será adotado o regime de concessão precedida da execução de obra pública.

O porto seco é instalado, preferencialmente, adjacente às regiões produtoras e consumidoras.

No porto seco são também executados todos os serviços aduaneiros a cargo da Secretaria da Receita Federal, inclusive os de processamento de despacho aduaneiro de importação e de exportação (conferência e desembaraço aduaneiros), permitindo, assim, a interiorização desses serviços no País.

A prestação dos serviços aduaneiros em porto seco próximo ao domicílio dos agentes econômicos envolvidos proporciona uma grande simplificação de procedimentos para o contribuinte.

LEGISLAÇÃO

As normas legais e a regulamentação que dispõem sobre o funcionamento de portos secos são: Leis nº 8.987, de 13 de fevereiro de 1995; e nº 9.074, de 7 de julho de 1995; Decretos nº 1.910, de 21 de maio de 1996; nº 2.168, de 28 de fevereiro de 1997; nº 2.763, de 31 de agosto de 1998; e nº 4.543, de 26 de dezembro de 2002, com as alterações do Decreto nº 4.765, de 24 de junho de 2003; e Instruções Normativas SRF nº 55, de 23 de maio de 2000; nº 109, de 8 de dezembro de 2000; nº 70, de 24 de agosto de 2001; nº 212, de 7 de outubro de 2002; e nº 241, de 6 de novembro de 2002.

SITUAÇÃO ATUAL

I - Em funcionamento:

a) Estado de Goiás

1 – Porto seco/Anápolis (DRF/Anápolis) – carga geral – adm.: Porto Seco Centroeste S/A;

b) Estado do Mato Grosso

1- Porto seco/Cuiabá (DRF/Cuiabá) – carga geral – adm.: Transmino Transportes Ltda.;

c) Estado de Mato Grosso do Sul

1 – Porto seco em Fronteira/Corumbá (IRF/Corumbá) – carga geral – adm.: AGESA S/A – Armazéns Gerais Alfandegados do Mato Grosso do Sul;

d) Estado do Amazonas

1 – Porto seco/Manaus (ALF/Porto de Manaus) – carga geral – adm.: Aurora da Amazônia Terminais e Serviços Ltda.;

e) Estado do Pará

1 – Porto seco/Metrobel (ALF/Porto de Belém) – carga geral – adm.: Estaleiros Padre Julião Ltda.;

f) Estado de Pernambuco

1 – Porto seco/Recife (ALF/Porto de Recife) – carga geral – adm.: Yolanda Logística, Armazém, Transportes e Serviços Gerais Ltda.;

g) Estado da Bahia

1 – Porto seco/Salvador I (ALF/Porto de Salvador) – carga geral – adm.: Consórcio EADI-Salvador Logística e Distribuição;

2 – Porto seco/Salvador II (ALF/Porto de Salvador) – carga geral – adm.: Cia. Empório de Armazéns Gerais Alfandegados Ltda.;

h) Estado de Minas Gerais

1 - Porto seco/Granbel (DRF/Contagem) – carga geral – adm.: Usifast Logística Industrial S/A;

2 - Porto seco/Juiz de Fora (DRF/Juiz de Fora) – carga geral – adm.: Multiterminais Alfandegados do Brasil Ltda.;

3 – Porto seco/Varginha (DRF/Varginha) – carga geral – adm.: Armazéns Gerais Agrícola Ltda.;

4 – Porto seco/Uberlândia (DRF/Uberlândia) – carga geral – adm.: Mineração Andirá Ltda.;

5 – Porto seco/Uberaba (DRF/Uberaba) – carga geral – adm.: Empresa de Transporte Líder Ltda.;

i) Estado do Espírito Santo

1 – Porto seco/Vitória I (ALF/Porto de Vitória) – carga geral – adm.: Coimex Armazéns Gerais S/A;

2 – Porto seco/ Vitória II (ALF/Porto de Vitória) – carga geral – adm.: Cotia Armazéns Gerais S/A;

3 – Porto seco/Vitória III (ALF/Porto de Vitória) – carga geral – adm.: Silot - Cia. de Transportes e Armazéns Gerais S/A;

j) Estado do Rio de Janeiro

1 – Porto seco/Rio de Janeiro (IRF/Rio de Janeiro) – carga geral – adm.: Multiterminais Alfandegados do Brasil S/A;

2 – Porto seco/Nova Iguaçu (DRF/Nova Iguaçu) – carga geral – adm.: Transportes Marítimos e Multimodais São Geraldo Ltda.;

3 – Porto seco/Resende (DRF/Volta Redonda) – carga geral – adm.: Terminal Logístico do Vale do Paraíba Ltda.;

k) Estado de São Paulo

1 – Porto seco/Bauru (DRF/Bauru) – carga geral – adm.: Cipagem – Cia. Paulista de Armazéns Gerais Aduaneiros Exportação e Importação S/A;

2 – Porto seco/Campinas I (ALF/Aeroporto Internacional de Viracopos) – carga geral – adm.: Armazéns Gerais Colúmbia S/A;

3 – Porto seco/Campinas II (ALF/Aeroporto Internacional de Viracopos) – carga geral – adm.: Libraport Campinas S/A;

4 – Porto seco/Franca (DRF/Franca) – carga geral – adm.: Embrate – Empresa Brasileira de Armazéns, Terminais e Entrepostos Ltda.;

5 - Porto seco/Ribeirão Preto (DRF/Ribeirão Preto) – carga geral – adm.: Rodrimar S/A – Transportes, Equip. Ind. e Armazéns Gerais;

6 – Porto seco/Santos I (ALF/Porto de Santos) – carga geral – adm.: Armazéns Gerais Colúmbia S/A;

7 – Porto seco/Santos II (ALF/Porto de Santos) – carga geral – adm.: Integral Transporte e Agenciamento Marítimo Ltda.;

8 – Porto seco/Santos III (ALF/Porto de Santos) – carga geral – adm.: Mesquita S/A Transportes e Serviços;

9 – Porto seco /Santos IV (ALF/Porto de Santos) – carga geral – adm.: Deicmar S/A, Despachos Aduaneiros Assessoria e Transportes;

10 – Porto seco/Guarujá (ALF/Porto de Santos) – carga geral – adm.: Mesquita S/A Transportes e Serviços;

11 – Porto seco/Jacareí (DRF/São José dos Campos) – carga geral – adm.: Universal Armazéns Gerais e Alfandegados Ltda.;

12 – Porto seco/São Paulo I (IRF/São Paulo) - carga geral – adm.: Armazéns Gerais Colúmbia S/A;

13 – Porto seco/São Paulo II (IRF/São Paulo) – carga geral – adm.: Cnaga – Cia. Nacional de Armazéns Gerais Alfandegados;

14 – Porto seco/São Paulo III (IRF/São Paulo) – carga geral – adm.: Embragem – Empresa Brasileira de Armazéns Gerais e Entrepostos Ltda.;

15 – Porto seco/Guarulhos I (IRF/São Paulo) – carga geral – adm.: Dry Port São Paulo S/A;

16 – Porto seco/Guarulhos II (IRF/São Paulo) – carga geral – adm.: Transquadros Mudanças e Transportes Ltda.;

17 – Porto seco/São Bernardo do Campo I (IRF/São Paulo) – carga geral – adm.: Integral Transporte e Agenciamento Marítimo Ltda.;

18 – Porto seco/São Bernardo do Campo II (IRF/São Paulo) – carga geral – adm.: Agesbec – Armazéns Gerais e Entrepostos São Bernardo do Campo S/A;

19 – Porto seco/Suzano (IRF/São Paulo) – carga geral – adm.: Cragea – Cia. Regional de Armazéns Gerais e Entrepostos Aduaneiros;

20 – Porto seco/Santo André (IRF/São Paulo) – carga geral – adm.: Consórcio Eadi/Santo André;

21 – Porto seco/Barueri (IRF/São Paulo) – carga geral - adm.: Armazéns Gerais Colúmbia S/A;

22 – Porto seco/Sorocaba (DRF/Sorocaba) – carga geral – adm.: Aurora Terminais e Serviços Ltda.;

23 – Porto seco/São José do Rio Preto (DRF/São José do Rio Preto) – carga geral – adm.: Automotive Distribuição e Logística Ltda.;

24 – Porto seco/Taubaté (DRF/Taubaté) – carga geral – adm.: Eadi Taubaté S/C Ltda.;

25 – Porto seco/Jundiaí (DRF/Jundiaí) – adm.: Integral Transporte e Agenciamento Marítimo Ltda.;

26 - Porto seco/Piracicaba (DRF/Piracicaba) – carga geral – adm.: Armazéns Gerais Colúmbia S/A;

27 – Porto seco/São Sebastião (DRF/São Sebastião) – carga geral – adm.: Cnaga – Cia. Nacional de Armazéns Gerais Alfandegados.

l) Estado do Paraná

1 – Porto seco/Curitiba I (IRF/Curitiba) – carga geral – adm.: Armazéns Gerais Colúmbia S/A;

2 – Porto seco/Curitiba II (IRF/Curitiba) – carga geral – adm.: Eadi Sul Terminal de Cargas Ltda.;

3 – Porto seco em fronteira (rodoviário)/Foz do Iguaçu (DRF/Foz do Iguaçu) – carga geral – adm.: Eadi Sul Terminal de Cargas Ltda.;

4 – Porto seco/Maringá (DRF/Maringá) – carga geral – adm.: Maringá Armazéns Gerais Ltda.;

5 - Porto seco/Paranaguá (ALF/Porto de Paranaguá) – carga frigorificada – adm.: Martini Meat S/A Armazéns Gerais;

6 – Porto seco/Cascavel (DRF/Cascavel) – carga geral – adm.: Consórcio Eadi Cascavel;

m) Estado de Santa Catarina

1 – Porto seco/Itajaí I (DRF/Itajaí) – carga geral – adm.: Portobello Comércio, Transportes, Distribuição e Armazéns Gerais S/A;

2 – Porto seco/Itajaí II (DRF/Itajaí) – carga frigorificada – adm.: Brasfrigo S/A;

n) Estado do Rio Grande do Sul

1 – Porto seco/Caxias do Sul (DRF/Caxias do Sul) – carga geral – adm.: Transportadora Simas Ltda.;

2 – Porto seco/Novo Hamburgo (DRF/Novo Hamburgo) – carga geral – adm.: Multi Armazéns Ltda.;

3 – Porto seco/Canoas (IRF/Porto Alegre) – carga geral – adm.: Banrisul Armazéns Gerais S/A;

4 – Porto seco em Fronteira (rodoviário)/Jaguarão (IRF/Jaguarão) – carga geral – adm.: Eadi Sul Terminal de Cargas Ltda.;

5 – Porto seco em Fronteira (rodoviário)/Sant’Ana do Livramento ( DRF/Sant’Ana do Livramento) – carga geral – adm.: Eadi Sul Terminal de Cargas Ltda.;

6 – Porto seco em fronteira (ferroviário)/Sant’Ana do Livramento (DRF/Sant’Ana do Livramento) – carga geral – adm.: ALL – América Latina Logística do Brasil S/A;

7 – Porto seco em Fronteira (rodoviário)/Uruguaiana (DRF/Uruguaiana) – carga geral – adm.: Eadi Sul Terminal de Cargas Ltda.;

8 – Porto seco em fronteira (ferroviário)/Uruguaiana (DRF/Uruguaiana) – carga geral – adm.: ALL – América Latina Logística do Brasil S/A;

II - Licitados

a) Distrito Federal

1 – Porto seco/Brasília (ALF/Aeroporto Internacional de Brasília) – carga geral – adm.: Logserve – Logística, Serviços e Armazenamento Ltda.;

b) Estado de São Paulo

1 – Porto seco/Limeira (DRF/Limeira) – carga geral – adm.: Rodrimar S/A Transportes - (suspenso)

c) Estado do Paraná

1 – Porto seco/Paranaguá (3) (ALF/Porto de Paranaguá) – carga geral – (suspensos);

2 – Porto seco/Londrina (DRF/Londrina) – carga geral – (suspenso);

d) Estado de Santa Catarina

1 – Porto seco/São Francisco do Sul (DRF/Joinvile) – carga geral – (suspenso);

e) Estado do Rio Grande do Sul

1 – Porto seco/Rio Grande (5) (DRF/Rio Grande) – carga geral - (suspensos);

III – A serem licitados:

a) Estado do Maranhão

1 – Porto seco/São Luís (DRF/São Luís) – carga geral;

b) Estado do Ceará

1 – Porto seco/Maracanaú (DRF/Fortaleza) – carga geral;

c) Estado do Rio Grande do Norte

1 – Porto seco/Mossoró (DRF/ Mossoró) – carga geral;

d) Estado do Mato Grosso

1 – Porto seco/Rondonópolis (DRF/Cuiabá) – carga geral e sólida a granel;

e) Estado do Mato Grosso do Sul

1 – Porto seco/ Ponta Porã (IRF/Ponta Porã) – carga geral;

f) Estado do Rio de Janeiro

1- Porto seco/ Duque de Caxias (DRF/Nova Iguaçu) – carga geral;

2 – Porto seco/Macaé (IRF/Macaé) – carga geral;

g) Estado do Paraná

1 – Porto seco/Ponta Grossa (DRF/Ponta Grossa) – carga geral;

h) Estado de Santa Catarina

1 – Porto seco em Fronteira/Dionísio Cerqueira (DRF/Joaçaba – IRF/Dionísio Cerqueira) – carga geral.

Fonte: Receita Federal do Brasil